Honestidade Espírita

O intento de toda pessoa que produz conteúdo para internet precisa, necessariamente, nascer do desejo de compartilhar informações e me sinto muito feliz em verificar que muito daquilo que produzi, quase sempre de forma amadora, embora com fundamentação doutrinária, atingiu muitas pessoas.

No entanto, existe algo profundamente irritante acontecendo: Pessoas que copiam meus conteúdos e divulgam sem citar a fonte. É o máximo da indecência intelectual espírita. Em um caso, o indivíduo copiou meu texto sobre o MEB e o divulgou como sendo de sua autoria. Não aguentei e protestei, ele corrigiu a autoria…

Minha língua coça, meus dedos ardem de vontade de dizer quem e onde. No entanto, tenho me esforçado para focar minhas produções naquilo que pode ser útil e, neste sentido, tenho tentado evitar polêmicas assim.

Por um lado, fico feliz. Um grande espírita, conhecido nacionalmente, que tem um canal no YouTube muito acessado, copiou um vídeo feito por mim (quase um ano antes dele o repostar em seu canal) e o divulgou sem qualquer citação ao meu canal e mesmo sem sequer citar as devidas referências do material que fiz questão de deixar na descrição do vídeo por não ser de minha autoria e como seu canal é bem visto, o vídeo teve quase quatro vezes mais visualizações do que no meu: ponto positivo para a doutrina, pois é isso que importa, no fim.

Por outro, senti-me bastante frustrado. Primeiro, por ser alguém que, vira e mexe, vive falando de honestidade no meio espírita (talvez ele tenha pensado que não haveria problema em copiar um simples vídeo de um canal pequeno). Segundo, por nem sequer fazer referência de onde, quando e como ele obteve essa informação, o que é um desrespeito para com aqueles que produziram o material original, mais de 40 anos atrás… Informação essa que eu próprio garimpei muito para achar, embora hoje esteja acessível.

A partir do momento em que disponibilizo conteúdo online, a minha vontade é que isso se espalhe como uma gripe. Que atinja o maior número de pessoas possíveis. Jamais embarguei qualquer reprodução de meus conteúdos online, no entanto, o mínimo que eticamente espero é que citem a fonte. Não precisam pedir minha autorização: está autorizado! Mas, por favor, valorizem o meu esforço citando de onde vocês estão pegando esses materiais!

 

Ao longo dos anos, percebemos que responder aos contraditores, quase sempre munidos de paixão pessoal, nos custava tempo e energia que poderiam ser aplicados em algo mais útil. Por essa razão, não respondemos ataques. Ofensas serão deletadas.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s