Fingimento mediúnico

Padrão

lobo

Um amigo frequentou durante muitos anos um Centro Espírita que, para mim, sempre pareceu foco de mistificações e obsessão coletiva. É o mal de cidade pequena: falta opção. Desde há muito o incentivava a sair. Não via como algo bom poderia vir de um ambiente perturbado. Este ano ele felizmente parou de frequentar.

Como este companheiro é médium vidente (cujas habilidades eu mesmo já pude comprovar), participava ativamente das reuniões mediúnicas do grupo. Mas, como igualmente é do tipo questionador e que acaba, direta ou indiretamente, criando “polêmica” ante aqueles que aceitam qualquer coisa do além como verdade, passou a receber dos ‘espíritos’ alguns “recadinhos”.

Ele me conta que gradativamente as comunicações mediúnicas começaram a ser direcionadas para ele. Os espíritos trabalhadores da casa sempre tiravam uns minutinhos para psicografar uma orientação. Nestes bilhetes, diziam até que ele estava perturbado, cercado por maus espíritos e com as ideias confusas.

Não fosse pelo conhecimento prévio da total desestrutura deste Centro, poder-se-ia pensar no caso. Porém, não se trata disso. É fingimento mediúnico. Médium colocando na boca dos espíritos aquilo que não tem coragem de falar com a sua própria.

Quando resolveu sair, soube por seus pais que os dirigentes queriam que voltasse, pois sua saída era, justamente, o que os inimigos do grupo queriam. Pena que eles não sabem que sair da CASA não é a mesma coisa que sair da CAUSA.

Obs.: Embora meu objetivo seja facilitar a compreensão do Espiritismo para o iniciante, torna-se igualmente importante alertar àqueles que estão começando no Espiritismo que não há Vaticano Espírita. As Federativas exercem funções apenas de orientação. As pessoas são livres para fundar Centros Espíritas e geri-los como quiserem. Quem avalia se um Centro Espírita é bom ou não são os frequentadores. Por isso, estejam alerta. Não é porque alguém pinta numa parede “Centro Espírita”, que o que se faz lá dentro seja, de fato, Espiritismo.

 

Ao longo dos anos, percebemos que responder aos contraditores, quase sempre munidos de paixão pessoal, nos custava tempo e energia que poderiam ser aplicados em algo mais útil. Por essa razão, não respondemos ataques. Ofensas serão deletadas.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s