Há Karma para o Espiritismo?

download

Frequentemente vemos no meio espírita o emprego do termo Karma ou Carma, como sinônimo de provas e expiações, um conceito espírita. Contudo, seria correta essa correlação?

O primeiro ponto a ser esclarecido é que Kardec jamais utilizou o termo Karma ou fez qualquer associação dele com o Espiritismo. Em segundo lugar, devemos recordar a primeira lição que Kardec deixou para os espíritas:

“Para se designarem coisas novas são precisos termos novos. Assim o exige a clareza da linguagem, para evitar a confusão inerente à variedade de sentidos das mesmas palavras”. O Livro dos Espíritos.

E isso por uma razão muito simples: nossa língua é imperfeita! Temos muita dificuldade para traduzir determinados conceitos, situações, vivências e sentimentos em palavras. Imagine, então, se cada um começar a dar significados múltiplos – por qualquer motivo – às palavras cujo uso já está consagrado na cultura? O resultado só poderá ser confusão.

Por fim, é preciso entender o que de fato significa o termo Karma. Segundo o Colegiado Buddista Brasileiro, em sua definição sobre reencarnação (na verdade, renascimento), encontramos o seguinte:

“Apesar de a palavra reencarnação ainda ser usada em muitos textos sobre o buddhismo, o termo mais apropriado é ‘renascimento’, uma vez que no buddhismo não consideramos a existência de uma alma ou espírito destacada do corpo e que toma um novo corpo. No buddhismo é o Karma (o conjunto de impulsos que restam após a morte) que se manifesta novamente, e esta nova manifestação é que gera uma existência que tomando consciência de si mesma assume uma identidade. Esta nova identidade, embora muito semelhante em características a que a antecedeu, não é a mesma pessoa, nem a reencarnação de uma partícula permanente que transita por diferentes corpos. Há continuidade porém não de um EU particular”. [destaques meus]

Podemos facilmente perceber que a noção de reencarnação (ou renascimento, como queiram) para o Budismo também é muito diferente da noção espírita de reencarnação. Contudo, o que nos importa aqui é o termo Karma.

 Segundo este pensamento, após a morte, o que sobra é uma espécie de “resíduo espiritual” da pessoa que acaba de morrer (não sua individualidade e/ou consciência). Esse “resíduo” seria o resultado das suas imperfeições ou virtudes conquistas (isto é, o Karma). Tal “resíduo” renasceria novamente em um individuo que não seria a continuidade do anterior. A consciência de si próprio como um ser em específico seria destruída com a morte do corpo.

Por esta razão, é absolutamente impróprio usar o termo Karma num contexto espírita. O Espiritismo não adota a noção de Karma, nem renascimento, mas sim, a reencarnação. O Espiritismo ensina que a alma é a consciência e que ela persiste após a morte do corpo com sua individualidade, não como um “resíduo”. Que ela carrega suas imperfeições e virtudes e que reencarna novamente (sem deixar de ser quem é) para uma nova experiência de progresso e são essas experiências a serem vividas que chamamos de provas e expiações e não de Karma.

É certo que muitos espíritas usam o termo Karma apenas com finalidade de estética linguística. Mas, acho esse procedimento muito perigoso, tanto para o Espiritismo, quanto para o Budismo, pois introduz uma compreensão errônea  para um, quanto para outro.

 

 

 

 

 

2 comentários sobre “Há Karma para o Espiritismo?

  1. O que diz do termo, “cruz”, está em um sentido figurado.Carma, nos inspira um termo espiritualista e não Espírita. Quem está comprometido com o estudo sério da Doutrina dos Espíritos, sabe diferenciar, embora em muitas obras de André Luiz encontramos esse termo, sua elucidação está perfeita, parabéns.

Ao longo dos anos, percebemos que responder aos contraditores, quase sempre munidos de paixão pessoal, nos custava tempo e energia que poderiam ser aplicados em algo mais útil. Por essa razão, não respondemos ataques. Ofensas serão deletadas.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s